MÁXIMAS DA MAÇONARIA


  • 1) Adora o Grande Arquiteto do Universo, que é Deus.
  • 2) Ama a teu próximo como a ti mesmo.
  • 3) Não faças mal a ninguém, mas antes, faze o bem que puderes, pelo amos ao próprio bem, mesmo aos inimigos, se é que aspiras à perfeição; porque não só és responsável pelo mal que fizeras, mas também pelo bem que deixares de fazer.
  • 4) Escuta sempre a voz da tua consciência: Ela é um dos teus juizes.
  • 5) Conhece-te a ti mesmo: Corrige os teus defeitos e vence as tuas paixões.
  • 6) Nos teus atos mais secretos, sabe que há o olho onividente da providência: Ele te vê. Supõe sempre que tens o mundo por testemunha.
  • 7) Estima os bons, alenta os fracos, atende aos maus e não odeies a ninguém.
  • 8) Não julgues superficialmente as ações de teus irmãos; Louva pouco e censura muito menos ainda; Lembra-te que, para julgar o homem, é necessário sondar-lhe a consciência e esquadrinhar-lhe as intenções. O julgamento pertence ao Grande Arquiteto do Universo, porque só ele pode sondar o coração das criaturas.
  • 9) Dize a verdade, pratica a justiça, procede com retidão.
  • 10) Nunca bajules: É uma traição; Se alguém te bajular toma cuidado, para que não te corrompa.
  • 11) Respeita o peregrino nacional ou estrangeiro e auxilia-o sempre.
  • 12) Deixa falar os homens: Cada um só dá o que tem.
  • 13) Suporta tudo com resignação e tem sempre confiança no futuro, pois se agires corretamente, nenhuma força te impedirá de chegares ao bom termo.
  • 14) Respeita a mulher, não abuses jamais de sua debilidade, defende-a sempre, antes queira morrer que desonrá-la.
  • 15) Evita as questões, previne os insultos e procura sempre Ter a razão do teu lado.
  • 16) Fala moderadamente com os pequenos, prudentemente com os grandes, sinceramente com os teus iguais e os teus amigos, docemente com os que sofrem mas sempre de acordo com a tua consciência e princípios de sã moral.
  • 17) Lê e medita, observa e imita o que for bom, reflete e trabalha, ocupa-te do bem estar dos teus irmãos e assim contribuirás para o bem coletivo.
  • 18) Não te envergonhes do teu destino, pensa que este não te desonra nem te degrada; O modo como desempenhas a tua missão é que te enaltece ou amesquinha perante os homens.
  • 19) Nunca prometas com intenção de não cumprir. Ninguém é obrigado a prometer mas, prometendo, é responsável.
  • 20) A tolerância não vai a ponto de proteger atos imorais.
  • 21) Sê o amparo dos aflitos, tolera todas as crenças e todos os cultos, mas tens o dever de lutar contra a superstição e a ignorância.
  • 22) Educa, ensina; Esclarece, inspirado pela circunspeção e pela benevolência, aos outros com o teu conselho.
  • 23) Justo e valoroso, defende o oprimido e protege a inocência, não exaltado jamais os serviços prestados.
  • 24) Procede de tal maneira que a razão fique sempre a seu lado.
  • 25) Ama a Pátria e a liberdade; Sê bons cidadão, bom esposo, bom pai, bom filho, bom irmão e bom amigo.
  • 26) Com o faminto reparte o teu pão, aos pobres e forasteiros dá hospitalidade.
  • 27) Cumpre o teu dever, aconteça o que acontecer.
  • 28) Trabalha sobre o pedestal da justiça, da verdade, da honra e do progresso.
  • 29) Tem por divisa; Liberdade, igualdade e fraternidade.
  • 30) Tem fé, esperança e caridade: Fé - Como quem vê o infinito; esperança - Como quem olha para o céu e caridade como que vê o céu e a terra.
  • 31) Não sejas fácil em te encolerizares, a ira é sinal de fraqueza.
  • 32) Faz do teu corpo um templo, do teu coração um altar, e do teu espírito um apóstolo do amor, da verdade e da justiça.
  • 33) Sê justo, porque a equidade é o sustentáculo do gênero humano.